Dermatite de Contato, Sintomas, Causas, Tratamento

Denomina-se Dermatite de Contato uma espécie de alergia de pele que acontece após o contato com alguma substância capaz de causar uma irritação ou alergia com reação inflamatória e para entendermos melhor ela é dividida em dois tipos, a Alérgica e a Irritativa.

A Dermatite de Contato alérgica aparece depois de algumas exposições a algum produto alérgico, nesse caso tem muito a ver com o sistema imunológico do indivíduo que se encontra debilitado fica mais susceptível a alergia, por isso, depois de um contato, pode levar até anos para se manifestar.


Essa doença não é contagiosa, e trata exclusivamente de uma reação alérgica que só acontece por conta da imunidade baixa mesmo, uma vez se o sistema imunológico está fortalecido, o problema se torna difícil de ocorrer.

Além disso, é preciso que se entenda que não é porque determinado agente alérgico faz mal para um indivíduo, ele necessariamente vai afetar a outro, em cada pessoa, a pele reage de uma forma com esse agente alérgico, e como já adiantamos o sistema imune no corpo conta muito nessa alergia.

Um exemplo bem típico de Dermatite de Contato é a alergia causada pelos botões da calça Jeans, uma vez que eles contêm níquel. Em algumas situações o problema é tão sério que a área afetada forma um vermelhidão com muita coceira em derredor do umbigo.

dermatite de contato

Porém, outras pessoas usam essas calças com os mesmos botões sem ter problema algum com alergia.

Em outras situações a dermatite só acontece quando o individuo se mantém em contato por muito tempo com o agente provocador, exemplo disso, são as assaduras provocadas pela fralda no bebê, que nesse caso é um tipo de Dermatite de Contato Irritativa.



Também é importante saber que nem sempre vamos estar sujeitos aos efeitos do agente provocador da alergia, e com isso, existem casos de pessoas que tiveram problemas com esse agente, uma vez ou outra na vida, mesmo mexendo com ele freqüentemente.

Esse tipo de contato tem a ver com produtos que geralmente temos em casa como é o caso dos cremes hidratantes, medicamento de uso tópico, esmaltes, marcas de perfumes, produtos de limpeza, entre outros. Quando acontece o contato pode inclusive aparecer lesões na pele.

Nessa situação ainda existem alguns produtos que só reagem na pele após uma exposição ao sol, como se dá com o limão, por exemplo, que pode causar escurecimento na pele para nunca mais sair. Já outros produtos como inseticidas, perfumes ou outros produtos químicos, podem estar no ar, e isso é o que basta para causar a alergia.

A Dermatite de Contato Irritativa tem por agentes causadores as substâncias ácidas e alcalinas como sabonetes, solventes, detergentes, entre outros componentes químicos e podem se manifestar logo no primeiro contato com o agente causador do problema. Por conta disso, pode-se dizer que acomete um maior número de pessoas e as lesões na pele em geral ficam restritas apenas ao local afetado.

Com respeito a contaminação, não existe um lugar especifico para que a Dermatite de Contato ocorra, pode ser em casa, no trabalho, em um ambiente de lazer, enfim, em qualquer lugar.

O QUE PODE CAUSAR

Entre os agentes causadores desse tipo de alergia podemos indicar:

  • Roupas e tecidos sintéticos,

  • Tinta de parede, Cimento, Graxa,

  • Cosméticos como os cremes hidratantes, condicionadores, perfumes, entre outros,

  • Calçados, metais de bijuterias,

  • Medicamentos tópicos, antifúngicos, antibióticos, anti-inflamatórios em forma de cremes,

  • Plantas naturais, como no caso da Hera, Coroa-de-Cristo, Carvalho Venenosa, Jibóia, Aroeira, Azaléia, entre outras,

  • Detergentes,

As reações alérgicas tanto podem acontecer de um momento para outro, como podem levar meses para se manifestar, com sintomas que variam de acordo com a causa do problema, mas geralmente acontece uma queimação que pode ser bem intensa, ardor ou coceira persistente.

Além disso, a Dermatite do tipo Alérgica pode provocar uma erupção vermelha no local afetado e essa reação surge entre 24 e 48 horas após ocorrido o contato. A lesão pode acontecer com inchaço e formar pequenas bolhas com a temperatura do corpo levemente elevada ou ainda formar crostas espessas no local.

Sintomas apresentados na pele

Quando essa dermatite é alérgica os sintomas mais comuns são a coceira intensa e o vermelhidão na região afetada. Porém em casos mais complicados podem surgir bolhas causar algumas dores, enquanto que na área afetada onde houve um contato direto com a substância provocadora da alergia podem surgir as erupções cutâneas.

E nos casos em que a substância que causou a alergia for manipulada, essa contaminação poderá se espalhar por outras áreas do corpo onde o indivíduo passou sua mão. Quando ocorre a dermatite alérgica, se o paciente se manter distante da substância que causou o problema, todos os sintomas tendem a desaparecer entre 2 a 4 semanas depois.

Quando essa Dermatite for do tipo Irritante surge o vermelhidão na área afetada como sinal típico de alergia. A partir daí pode acontecer o ressecamento da pele, pequenas rachaduras e muita coceira para causar irritação ao indivíduo.

Ainda em algumas situações surge o inchaço na região afetada e as bolhas ou mesmo uma lesão mais aparente como uma queimadura por agentes químicos.

Em quase todas as situações, o problema todo começa pelas mãos que também sofrem com a Dermatite que se manifesta entre os dedos e na região dorsal. Por isso, é importante que usemos luvas sempre que nos dermos conta de que algum problema possa acontecer quando vamos fazer determinados trabalhos.

Muitas pessoas que usam luvas enquanto trabalham sofrem com os problemas do suor nas mãos, com isso, também ficam sujeitas a contrair a dermatite nas mãos. Para evitar o problema, não é correto abandonar as luvas, mas de pouco em pouco, lavar as mãos e enxugá-las corretamente, além de procurar manter as luvas bem higienizadas e secas internamente.

Quando buscar ajuda do Dermatologista

  • Sempre que o problema esteja causando desconforto chegando a mudar a rotina do seu dia a dia,

  • Quando existe suspeita de uma Dermatite Ocupacional, aquela que se contrai no ambiente de trabalho,



  • Quando existir suspeita de uma infecção mais preocupante,

  • Se acaso existirem dores na região afetada,

  • Sempre que os tratamentos caseiros não estejam fazendo efeito.

Ao visitar um Dermatologista, o paciente deve estar prevenido para responder corretamente a um questionário de rotina para facilitar o trabalho do profissional que com isso poderá diagnosticar logo o problema e acertar na medicação correta para solucionar o problema.

É muito provável que surgirão perguntas relacionadas aos sintomas, período em que está acontecendo o problema, medicamentos que porventura o indivíduo esteja usando, possíveis doenças que seja de conhecimento do paciente, entre outras perguntas.

Nesse caso de uma situação mais agravante, melhor é tentar descobrir a causa dessa alergia antes ainda de buscar ajuda médica para tratar a Dermatite. O profissional, após os exames necessários vai decidir qual o melhor medicamento a ser administrado.

Diagnosticando

Para que o médico consiga fazer o diagnóstico é preciso uma avaliação bem cuidadosa. Nessa hora é de suma importante que o paciente saiba explicar o que sente e desde quando existe o problema.

Em geral o médico analisa o estado da área afetada para conseguir mais certeza sobre o provável diagnóstico. Além disso, podem ser necessários alguns exames mais específicos e até mesmo uma biopsia da região afetada para que não haja enganos.

Na verdade, o importante nessa hora é que se chegue a uma conclusão do motivo da doença, pois uma vez conhecido o agente que causa essa alergia, fica mais fácil tratar do problema, uma vez que o paciente deverá evitar a substância que causa o transtorno e com a medicação correta à solução será mais obvia.

Entre os exames a serem feitos quando não se descobriu ainda a causa do problema, o médico poderá sugerir que o paciente seja submetido a testes com substâncias alérgicas, isso por um ou dois dias. Dessa forma o profissional vai avaliar mais positivamente a situação desse paciente antes de passar o resultado.

Tratamento Com pomada

Com respeito ao tratamento, antes de falarmos sobre medicamentos químicos, devemos lembrar que a primeira atitude a ser tomada pelo indivíduo assim que perceber uma reação alérgica na pele é lavar o local com água fria e sabonete bactericida. Se tomarmos essa atitude logo no início da complicação, tem toda possibilidade de resolver o problema.

Entre os medicamentos mais recomendados podemos citar:

Novacort – o Novacort é um dos medicamentos que pode ser receitado pelo médico, tanto para uso adulto como pediátrico. Esse medicamento de uso tópico é recomendado por ser um agente antibacteriano, antiinflamatório e antimicótico, ideal para combater a dermatite de contato.

Cetobeta – esse medicamento de uso tópico é mais uma opção para curar os males da pele, indicado para crianças e adultos. O Cetobeta possui propriedades antiinflamatórias, antimicóticas e antibacterianas para combater todo tipo de problemas relacionados a pele.

Duoflan – o Duoflan é um medicamento injetável intramuscular recomendado para crianças e adultos indicado para indivíduos que não sejam alérgicos aos corticóides. Esse medicamento oferece uma ação quase que imediata no combate a dermatite de contato.

Meticorten – outra opção entre os medicamentos receitados pelo especialista, o Meticorten vem em forma de comprimidos de 5 mg em embalagem com 20 unidades ou comprimidos de 20 mg em embalagens de 10 unidades. Esse medicamento pode ser usado tanto por crianças como por adultos.

Diprospan – o Diprospan é um medicamento administrado por suspensão injetável para adultos e crianças acima de 15 anos. Porém, esse medicamento só pode ser administrado em pacientes que respondem aos corticóides.

Advantan – o Advantan é um medicamento de uso tópico que pode ser usado tanto por crianças como por adultos. Esse creme é especial para tratamento de pele e vem em embalagem contendo 15 g do creme, uma opção certa no tratamento de várias complicações da pele.

Os medicamentos compostos com corticóides são muito úteis no tratamento da Dermatite de Contato, porém em alguns casos os corticóides podem comprometer ainda mais a situação do paciente por conta das contra-indicações.

É importante que cada indivíduo com esses problemas esteja consciente que não se deve usar os medicamentos químicos por conta própria. Não é porque determinado medicamento deu bons resultados para uma pessoa que ele vai oferecer os mesmos resultados positivos para outra.

Devemos lembrar que existem medicamentos com excelentes resultados para curar a Dermatite, mas se administrados, em algumas pessoas os resultados podem ser bem negativos, agravando ainda mais o problema e dificultando a cura.

Tratamentos Caseiros

Chá de Tanchagem – uma boa ideia para combater a Dermatite de Contato é preparar um chá com as folhas de Tanchagem. Essa erva contém propriedades antibióticas e anti-histamínicas e pode ser usado frio para lavar o local afetado.

Depois disso, ainda podemos usar a folha usada no chá para colocar sobre a área afetada e deixar por algum tempo.

Farinha fina de aveia – outra solução mais caseira para tratar da Dermatite de Contato é usar a farinha de aveia bem fina sobre o ferimento. Nesse caso é preciso usar 2 colheres da farinha e água para fazer uma massa de emplastro.

Esse emplastro deve ser aplicado sobre a região afetada para deixar agir por algumas horas antes de lavar com água fria corrente.

Compressas frias – fazer compressas frias ajudam satisfatoriamente a amenizar o problema e se aplicadas com insistência ainda resolverão o problema, desde que essa atitude seja tomada logo no inicio dos sintomas.

O que pode acontecer – quando essa complicação alérgica não é bem tratada, com certeza o problema tende a se agravar ainda mais podendo causar:

Neurodermatite – esse problema ocorre quando a coceira é persistente e não é tratada corretamente e o fato do individuo insistir em coçar a região torna o problema crônico afetando mais seriamente a pele que perde sua cor.

Infecções – com esse problema alérgico tratado sem sucesso, a coceira aumenta e abre espaço para as infecções por fungos e bactérias causando graves problemas, isso ainda sem contar que a aparência física do local afetado é constrangedora.

Depois de todo esse relato sobre essa doença alérgica, só podemos acrescentar que todo cuidado é necessário, e por isso, sempre que aparecer qualquer situação anormal na pele, é preciso ficar esperto, e buscar logo por uma solução.

Leia também