Reposição Hormonal para Mulheres na Menopausa

Vamos falar aqui sobre algo que afeta todas as mulheres em um tempo determinado da vida que é a reposição hormonal, que normalmente acontece na menopausa, fase da vida em que o corpo feminino cessa a produção de hormônios como o estrógeno e a progesterona.

A menopausa normalmente não é vista com bons olhos pelas mulheres, pois para a maioria delas, vem acompanhada de sintomas que não são nada agradáveis e acaba desestabilizando a mulher psicologicamente e emocionalmente.


E justamente para aliviar esses tantos sintomas que em algumas mulheres podem ser leves, enquanto em outras são mais acentuados, é que foi desenvolvido um tratamento conhecido como terapia de reposição hormonal para aliviar o desconforto.

Então, o que é a reposição hormonal?

É um tratamento geralmente a base de estrógenos, justamente para aliviar os sintomas da menopausa. Um dos principais problemas que podem ser aliviados com a reposição hormonal é o da osteosporose e o aparecimento de doenças cardiovasculares.

reposicao hormonal

O plano de reposição hormonal começou na década de 60, justamente para ajudar as mulheres a fazer um drible nesta situação que é natural na vida de toda mulher.

MAS O QUE É A MENOPAUSA?

Em suma é a fase em que a mulher passa da fase reprodutiva para a não produtiva. E isso pode começar na idade entre os 45 e 55 anos, e traz sintomas como a parada da menstruação, suores noturnos e ondas de calor, diminuição da libido, insônia, alterações do humor, mudança na pele, cabelos ressecados, depressão, irritabilidade, ressecamento vaginal, osteoporose em alguns casos, dor e desconforto durante o ato sexual, falta de memória e diminuição da atenção.

Claro que estes são os principais sintomas que acometem cerca de 75% a 80% das mulheres, mas podem variar de mulher para mulher.



Para algumas mulheres a menopausa pode não ser marcada por grandes mudanças, enquanto para outras, esta fase é de grandes e intensos sintomas que acabam afetando a qualidade de vida.

Mudança de hábitos na menopausa?

É de suma importância que a mulher nesta fase ou até mesmo antes, tenha a consciência de que bons hábitos, como uma alimentação equilibrada, atividades físicas regulares, são fortes aliados na atenuação dos problemas ligados a esta fase da vida. E isso já tem comprovação cientifica.

Mas, é importante ter a consciência de que nem sempre essas mudanças básicas vão ser suficientes para que a mulher tenha qualidade de vida. E é aí que o tratamento de reposição hormonal vai entrar, garantindo a mulher passar por essa fase com maior qualidade de vida.

Quais são os benefícios da reposição hormonal?

Podemos enumerar vários deles como:

  • Redução dos desconfortos causados pelo desequilíbrio hormonal.

  • Prevenção de doenças como as cardiovasculares e osteoporose.

  • O estrógeno ajuda na fixação do cálcio no organismo, especificamente nos ossos evitando então a osteoporose.

Importante: é importante toda mulheres saber que pode perder de 5 a 25% de massa óssea nos primeiros 5 anos da menopausa, e a reposição de hormônios pode ajudar a dar um amenizada neste problema.

  • Segundo alguns especialistas, a reposição de hormônios pode ajudar a evitar o grande Mal de Alzheimer e, até 40%.

Importante: segundo especialistas, para que os resultados sejam realmente positivos, é importante que esta reposição seja feita entre 6 a 8 anos após iniciar a menopausa. mas, para cada caso é um tipo de indicação.

Outro ponto de suma importância que toda mulher deve ter consciência com respeito a menopausa, é o fato de que muitas evitam a reposição de hormônios receosas quanto aos câncer de mama, mas não devem deixar de levar em consideração de que os acidentes cardiovasculares e acidentes vasculares cerebrais também podem ceifar-lhes a vida.

O estrógeno tem papel fundamental na proteção do coração e dos tecidos gordurosos, assim como do controle do entre as gorduras encontradas no sangue como o HDL que é o bom colesterol e o LDL que é o mau colesterol. Portanto alguns cuidados e mudanças de hábitos podem ajudar muito como:

  • Evitar o tabagismo e o consumo de álcool.

  • Evitar o sal.

  • Aumentar o consumo de fibras e cálcio. Isso através de alimentos como frutas, verduras, legumes, cereais integrais e especialmente folhas escuras, queijos, iogurtes e outros.

  • Praticar atividades físicas regulares.

Cuidados específicos para a reposição hormonal



Existem alguns casos nos quais a reposição hormonal não é indicada. É por isso que é de suma importância uma análise especifica para cada paciente. Então podemos citar:

  • A mulher que apresente quadros de trombose.

  • A mulher que apresente câncer de mama.

  • A mulher que já apresente doenças cardiovasculares.

  • E a mulher que apresente doenças do fígado.

Qual deve ser o tipo de tratamento

Segundo o Consenso da Associação brasileira do Climatério, o SOBRAC, 2004, a terapia hormonal alivia os sintomas causados pela menopausa ou climatério, proporcionando melhor qualidade de vida as mulheres.

Para que o médico possa fazer a indicação da terapia hormonal, há a necessidade de observação dos sintomas da menopausa na mulher, entre eles as ondas de claro, a ausência da menstruação, tendência a osteoporose, atrofia urogenital, que interferem de maneira negativa na vida da mulher.

É necessário que além de avaliar os benefícios, é necessário também avaliar as contraindicações.

Situações de risco a serem avaliadas – riscos elevados de doenças como a tromboembolia, doenças hepáticas, doenças como câncer de mama e do endométrio, sangramento vaginal, porfiria, ou, distúrbios provocados devidos a deficiência de enzimas.

Adequação das doses de hormônio – sempre o ideal é tomar a menor dose possível indicada, pois algumas situações adversas, podem estar ligadas a quantidade de hormônios tomada, então, quanto menor for a dose menos riscos garantirá o tratamento.

Perguntas e Respostas

A reposição hormonal eleva os riscos de câncer de mama, derrame e ataque cardíaco?

Essa é uma questão muito relativa, pois irá depender de vários fatores como a idade da paciente, tipo de hormônio que estará usando, o tempo de menopausa percorrido depois da última menstruação e quanto tempo depois começará a usar o hormônio, enfim, depende de mulher para mulher.

Quando o tratamento é começado alguns anos após o término da menstruação, a mulher poderá correr o risco de infartos e derrames. Já quando na passagem de uma fase para a outra, estes riscos diminuem.

A reposição hormonal engorda?

O fato é que não. Tanto mulheres como homens acabam ganham do peso com o passar dos anos. Quando chega a menopausa, as mulheres acabam tendo uma concentração de gordura na região do abdômen, mas quando é feita a reposição hormonal, essa gordura irá se localizar nas regiões do quadril e mamas.

A reposição hormonal influencia na pele, cabelos e unhas?

Diretamente. Pois o desequilíbrio hormonal acaba fazendo com que a questão de pele ressecada, unhas fracas e queda de cabelo sejam evitadas. Então, o uso hormonal é realmente algo que beneficia a mulher neste sentido.

A reposição hormonal, melhora a libido?

Segundo alguns especialistas, alguns tipos de tratamentos podem sim melhorar a libido, isso pode acontecer até pelo fato de voltar a lubrificação vaginal e com isso a mulher aumentar a sua auto estima. Quando acontece a falta do estrogênio, a vagina fica ressecada e isso causa muito constrangimento e desconforto durante as relações.

Durante a reposição hormonal podem acontecer sangramentos ainda?

Quanto aos sangramentos, podem acontecer sim esporadicamente, e basta acertar a dose hormonal para que tudo se normalize.

Já com relação a cistite, é provável que se normalize devido a reposição hormonal.

Existe a possibilidade de se fazer reposição somente com testosterona?

Pode mas em casos especiais quando a falta é deste hormônio, mas geralmente este hormônio é indicado em associação com outro.

Qual é o melhor tratamento de reposição hormonal?

Existe reposição hormonal através de injeções, via oral e por adesivos. Os por via oral são eficientes, mas por precisarem ser metabolizados pelo fígado, podem trazer algumas complicações, e segundo alguns especialistas, em situações como a hipertensão e diabetes, os orais não são os mais indicados.

Qual é o tempo ideal para fazer o tratamento de reposição hormonal?

Quando é usado somente o estrogênio isoladamente, não acontece riscos a saúde, mas quando usados associados o estrogênio e a progesterona, por mais de 5 anos, pode acontecer o câncer de mama.

Muitas mulheres acham que depois do tratamento hormonal, a mulher acaba envelhecendo mais rápido, mas o fato é que durante a reposição, a mulher ganha benefícios estéticos, e por isso se sente mais jovem, e quando o tratamento para, começa a envelhecer normalmente. Sem a ajudinha hormonal.

Então, aqui estão algumas informações importantes que podem te ajudar a garantir saúde e qualidade de vida, mesmo depois da menopausa.

Leia também